Resenha – Esquadrão Suicida

Na semana passada, estreou no mundo todo o tão aguardado filme da DC Comics, protagonizado pelos piores dos piores vilões, Esquadrão Suicida, dirigido por David Ayer.

Em Suicide Squad, a agente da A.R.G.U.S, Amanda Waller, decide reunir uma equipe de força tarefa com as pessoas mais perigosas do planeta, um esquadrão de super-vilões para executar trabalhos tão perigosos que nenhum homem qualquer conseguiria concluir.

118

O  filme é o terceiro do universo estendido da DC Comics nos cinemas, e apresenta diversos personagens que participarão futuramente dos próximos filmes da companhia.

Logo após a sua estreia, o longa tem recebido diversas críticas negativas (algumas delas sendo exageradas), então para deixar claro nesse post, que estou postando a minha opinião sobre o filme, que eu não achei ruim, mas também não achei bom; porém recomendo que vocês assistam e tirem suas próprias conclusões!

A DC se arriscou bastante em lançar um filme de super-herói sem super-heróis, e sim vilões (sendo alguns deles não muito conhecidos pelo público em geral [mais para os fãs dos quadrinhos]), mas até agora eles tem arrecado uma grande quantia em bilheteria.

116

A grande sacada da produção foi o romance entre o Coringa (Jared Leto) e Arlequina (Margot Robbie), que tem sido a maior curiosidade do publico e tem atraído mais gente. Outra parte interessante foi a visão a aparição do Batman e do Flash, que pela primeira vez não foram mostrados como personagens principais, e sim pela visão dos vilões, algo nunca visto nos cinemas.

111.gif

O inicio do filme, é com toda a certeza a melhor parte, apresentando de uma maneira genial todos os personagens de uma maneira rápida porém bem explicativa, e nos dá a sensação que já os vimos antes nas telonas.

Enquanto Waller monta a sua força tarefa, tudo ocorre bem no filme, vemos o que acontece com os vilões na prisão, e seu passado, e também o motivo dos Estados Unidos precisar desse grupo em sua segurança. Porém quando ela entra em prática, vem a decepção.

O longa conta com atores espetaculares em atuações fantásticas, porém, com um enredo fraco e cheio de furos, que vai ficando genérico e cansativo com o passar do tempo. Mas se você desligar o seu cérebro e tentar não prestar atenção nisso, ele se torna um filme divertido, mas não tudo o que a grande maioria dos fãs esperava. O filme serviu para nos mostrar o que a DC Comics está fazendo com o seu Universo Cinematográfico, introduzindo novos personagens que serão muito importantes em outros filmes, sejam eles protagonistas ou antagonistas.

112

Assim como esperado, Margot Robbie roubou a cena com a sua interpretação fiel e convincente da Arlequina, o Coringa de Jared Leto também foi incrível, nós os vimos pouco, mas com esse pouco já vimos o quão formidável ele será nos próximos filmes contra o Cavaleiro das Trevas. O Pistoleiro de Will Smith era uma dúvida, mas ele também exerceu o seu papel direito e encantou os fãs com as suas cenas emocionantes. O Capitão Bumerangue, de Jai Courtney serviu mais como alívio cômico (mais um alívio cômica), não sendo nem ruim, nem bom.

117.gif

Fomos surpreendidos com a revelação da antagonista principal, mas só com a revelação, e não com o seu papel no filme. O filme teve cenas de ação muito bem feitas e frenéticas, e emocionantes, mas infelizmente algumas das cenas mais esperadas mostrada em trailers, foram cortadas da versão final. O longa conta com uma trilha sonora fantástica com músicas de diversos estilos.

115

Porém, em uma visão geral, o filme cumpriu a sua premissa, o único erro foi a alta expectativa sobre o mesmo, algo que ocorreu também com Batman V. Superman: A Origem da Justiça. Se fosse um filme mais pé no chão seria algo completa diferente, e uma crítica bem diferente. No filme vemos meio que uma prévia de qual será o problema que o Batman (Ben Affleck) enfrentará em seu próximo filme solo, que pode contar com diversos vilões (lembrando que vários dos membros do Esquadrão foram capturados pelo Homem-Morcego).

Por mais que tenha vários personagens coloridos e espontâneos, Esquadrão Suicida é um filme bem obscuro. Confira o último trailer divulgado:

Esquadrão Suicida estreou no Brasil no dia 4 de agosto de 2016. Ah, e contém cenas pós-créditos!

Gostou? Comente !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s