QUADRINHO BRASILEIRO COM TEMPERO EUROPEU

A independente Editora Bila e seus dois títulos de humor: Rastreadores da Taça Perdida e O Extracurricular Cucaracha – o diferencial por conta do estilo “quadrinho franco-belga nacional”

PROMO

Num mercado acostumado a quadrinhos de três tipos – infantis, representados por Disney e MSP; de super-heróis, tendo Marvel e DC como principais expoentes; e os mangás, material made in Japan que dispensa apresentações –, algumas editoras apostam no diferente: a Avec e a Sesi-SP, por exemplo, lançaram HQs brasileiras e europeias.

O caso da Editora Bila é ligeiramente diferente: tendo feito uma pesquisa de mercado que confirmou suas suspeitas, seus editores perceberam um nicho de mercado abandonado há tempos: os quadrinhos de humor e aventura.

Para preencher essa lacuna, a Bila lançou, em 2014, o álbum Rastreadores da Taça Perdida e, no ano seguinte, em parceria com a Evoluir Cultural, O Extracurricular Cucaracha. Ambos foram editados no formato europeu (21 x 28 cm, o mesmo de Asterix), com 44 páginas. Seu autor, Giorgio Cappelli, segue a linha dos quadrinistas franco-belgas, também conhecida como Escola de Marcinelle ou Estilo Atômico, do qual já tratamos aqui.

Álbum em 3D

Rastreadores da Taça Perdida – o segredo da Jules Rimet foi lançado no ano da Copa do Mundo no Brasil. Nada mais oportuno: o troféu, conquistado pela nossa seleção de futebol no ano de 1970, foi roubado e supostamente derretido em 1983.

Em Rastreadores, porém, descobrimos que, ao contrário do que se imagina, a taça está apenas desaparecida, e se encontra em alguma parte do Brasil. É aí que entram os protagonistas da HQ, dois primos que vivem “correndo atrás de itens raros para colecionadores nerds, artefatos históricos sobrenaturais e caçando bandidos procurados”. Ambos são contratados por um senador para dar busca ao troféu.

O título do álbum deixa clara a brincadeira com o filme Caçadores da Arca Perdida. Os rastreadores são Bovinio “Vini” Del Toro – playboy e subcelebridade, mistura de James Bond com Chiquinho Scarpa, cujo principal objetivo na vida é ficar famoso – e Giovanni Mantovani, especialista em cultura pop e mestre no improviso sob pressão. Com dois protagonistas assim, aliados a uma narrativa ágil, em que não param de surgir perigos ou situações inusitadas, Rastreadores da Taça Perdida é uma leitura divertida, um quadrinho para todas as idades.

3Dalbum Cucaracha

O Extracurricular Cucaracha, editado em 2015, aborda as peripécias de um garoto de 14 anos, aluno da Escola Santa Cola, um colégio de madres frequentado pelos estudantes mais esquisitos que se possa imaginar.

Esse garoto, acidentalmente, acaba ganhando os poderes de uma barata. E embora se veja como um super-herói, ele também enxerga naquilo uma oportunidade única; afinal, “com grandes poderes, vem grande rentabilidade”.

Promo CUCA

A origem do Cucaracha é criativa: esqueça as mutações, a radiação, os artefatos místicos ou alienígenas e coisas do gênero. Seus problemas têm um certo grau de maluquice: um vilão tecnológico, adolescente e rancoroso; uma seita secreta de nome desconhecido até para seus integrantes; ninjas do bizarro Clã-do-Mico-Leão-Prateado; uma madre superiora lutadora de sumô, muito atenta e desconfiada de tudo; e ainda lhe sobra tempo para um interesse amoroso: a japonesinha Fushiko, colega de escola e adepta do crossdressing étnico (!).

Tanto Rastreadores como Cucaracha são passatempos de primeira, e podem ser adquiridos pelo site www.criesuashqs.com.

Então? Vai encarar essas novidades?

 

Gostou? Comente !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s